Cerro Tronador

 

19/03/2010

Do acampamento alto se descobre porque esta linda montanha que está a sua frente é chamada de Tronador. Um glaciar suspenso localizado a esquerda da montanha ecoa sons de trovão toda hora que um pedaço seu se descola e cai no abismo abaixo dele. O Cerro Tronador é uma das montanhas mais visitadas na Argentina, principalmente por brasileiros ávidos por provar um pouco da escalada em gelo. Localizado a cerca de 60km de Bariloche, dentro do parque Nahuel Huapi, tem seu cume a 3.748m e apesar de ser considerada uma montanha de nível técnico acessível, tem lá os seus desafios, como por exemplo, muitas gretas e um trecho mais técnico para acesso ao cume.

O acesso à montanha tem início na cidade de Bariloche, de onde partem vários transportes privados em direção a Pampa Linda, onde tem início à trilha de acesso ao acampamento alto. As vans custam cerca de 40 pesos e são oferecidas por agências de turismo e pelo Clube Andino de Bariloche – www.clubandino.com.ar .

Estrutura – Na localidade de Pampa Linda existe toda uma infra-estrutura para receber os visitantes. Centro de informações, banheiros, área de camping selvagem e privada, restaurante e pousada. A caminhada até o acampamento alto, onde também está localizado o Refúgio Otto Meiling, leva cerca de 5 horas, e vale cada passo dado. No início a trilha é bem tranqüila, toda aberta, pouco inclinada e sombreada. Depois de duas horas de caminhada no bosque inicia o trecho chamado de caracoles, a partir daí a inclinação aumenta drasticamente.

No final do caracoles, depois de mais de uma hora e meia de toca para cima, se chega a uma área chamada de “descanso dos cavalos”. Isso mesmo, até este trecho é possível ir a cavalo, o passeio irá custar R$60,00 só para a subida, ou R$80,00 incluindo a descida. A partir daí caminha-se mais duas horas até o Refúgio Otto Meiling por terreno pedregoso e exposto ao sol. Dependendo da época esse trecho pode estar todo coberto pela neve.

Nos meses de janeiro e fevereiro o trekking até o Refúgio Otto Meiling é muito procurado por turistas que visitam a região de Bariloche. A maioria dos visitantes sobe levando apenas uma mochila com comida e agasalho, dorme no refugio e no outro dia desce para Pampa Linda. O Refúgio oferece quarto e cozinha coletiva pelo valor de R$30 e pode abrigar uma quantidade infinita de pessoas dormindo em colchões espalhados pelo chão.

Esta temporada, no final do mês de janeiro, estivemos visitando o Cerro Tronador com a intenção de tentar uma ascensão ao cume, porém tivemos que nos contentar em avistar a montanha a partir do seu acampamento alto. Subimos com equipamento para a escalada e comida para três dias, pensando em, se necessário, ficar um dia a mais para esperar o melhor clima.

No entanto, já na nossa primeira noite acampados ao lado do Refúgio, o tempo virou bruscamente e o vento durante a madrugada quebrou nossa barraca. E assim a nossa estadia neste lugar foi interrompida. Ao amanhecer, embaixo de muita nevasca, descemos para Pampa Linda.

Apesar da nossa tentativa frustrada de subida ao Cerro Tronador, fiquei muito satisfeita de ter conhecido o lugar o que só aumentou o desejo de tentar subir a montanha. O meu respeito e medo pelo Cerro Tronador também cresceram consideravelmente, a visão que se tem da montanha toda gretada e dos glaciares se movimentando ao lado deixa claro como tudo aquilo está em constante movimento. Impressionante.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *